© 2016 Sociedade Beneficiente União Fraterna. Criado por easycomunica.com

A história da União Fraterna deriva das experiências do mutualismo italiano e de sua tradição associativa seja nos seus posicionamentos, divergências políticas, relação com os movimentos operários e com o mundo do trabalho em geral, tanto em seus aspectos organizativos de sociabilidades, lazer ou luta.

A União Fraterna, assim como outras associações de caráter mutualista, construíram em São Paulo uma identidade italiana multifacetada e caracterizada politicamente e foram, em sua constituição inicial,  a forma de expressão dessa classe em formação.

 

As associações mutualistas visavam, em síntese, prover os trabalhadores dos serviços e auxílios sociais que não eram prestados pelo poder público: auxilio durante falta de trabalho ou salário, bem como assistência médica e lazer além de terem poder reivindicatório.

 

A Sociedade Beneficente União Fraterna é uma Associação de Direito Privado e sem fins econômicos. De caráter filantrópico e assistencial, foi declarada de Utilidade Pública nos âmbitos Federal pelo Decreto nº 86.871 e Estadual pela Lei nº 8.178, pelos bons serviços prestados à coletividade, dentro de sua capacidade econômica, financeira e organizacional, sempre cumprindo de maneira rigorosa a sua meta institucional.

 

Localizado à Rua Guaicurus, nº 01/59 – no Bairro da Água Branca , São Paulo , o Edifício União Fraterna, projetado e construído pelos arquitetos José Viandana, Ítalo Catalani e Ricieri Pinotti, foi inaugurado em 16 de Junho de 1934, tombado pelo Patrimônio Histórico em 27/07/1994 e  encontra-se ainda em pleno funcionamento.

 

Mantêm, em seu acervo , documentos, correspondências, fotografias e livros históricos desde sua fundação sendo a maioria relativa  à história Lapeana.

 

 

 

Conforme o Artigo 55 do Estatuto Social, os cargos de Diretores e Conselheiros que respondem pela administração da Sociedade União Fraterna são exercidos pelos associados, sem qualquer tipo de remuneração, benefícios, vantagens sob qualquer forma, títulos ou pretextos e contamos atualmente, com 4 ( quatro) funcionários remunerados.

 

A UNIÃO FRATERNA Fraterna não faz discriminação de nacionalidade, raça, cor, sexo, credo religioso, partido político e condição social e no exercício de suas atividades institucionais e de acordo com suas possibilidades financeiras e organizacionais, tem atualmente por finalidade:

 

a) – Encaminhar os associados remidos remanescentes e pessoas carentes que solicitarem à consultas médicas e exames laboratoriais.  O atendimento se faz através de empresas especializadas, devidamente habilitadas e legalizadas no país, indispensáveis a preservação da saúde das pessoas assistidas e tudo de forma gratuita.

b) – Dedicar-se ás obras de promoção humana, beneficentes, filantrópica e de assistência social;

c) - Promover e desenvolver atividades recreativas, de lazer e cultural para os associados,

Terceira idade e a coletividade, tais como, bailes e demais eventos congêneres;

d) – Desenvolver e promover uma modalidade de ensino prático e ou profissionalizante,

para  os  associados,  seus  dependentes  e  a  coletividade  carente e necessitada, com  

objetivo de proporcionar aprendizado e a capacitação para trabalho;

 

Nossos serviços de atendimentos sociais e médicos gratuitos compreendem diversas áreas e especialidades, tais como: Clinico Geral, Alergologia,Cardiologia,  Oftalmologia,  Otorrinolaringologia,  Dermatologia, Geriatria,  Hematologia,  Neurologia,  Ortopedia,  Pediatria,  Pneumologia,  Oncologia, Psicologia,  Psiquiatria,  Ginecologia,  Reumatologia, Angeologia, Vascular,  Proctologia,  Mastologia,  Urologia.

 

Os Associados e   pessoas carentes  atendidas  pelos médicos, são encaminhadas  para fazer os exames necessários em  laboratórios  credenciados ou são acompanhados por clinicas de fisioterapia.

 

Dentre as obras de promoção humana, beneficente, filantrópica e de  assistência  social destacamos:

 

  • Promoção e desenvolvimento de atividades recreativas para seus associados, e para a coletividade e  sempre  buscando  a  diversificação na área de lazer e de entretenimento, tais como: Tricô, crochê, pintura em tecido e tai chi chuan voltado idosos . A  União  Fraterna, realiza mensalmente em seu salão social bailes para a melhor  Idade.

 

  • Parceria com escolas especializadas  promovendo cursos  para os associados , dependentes ,  pessoas carentes e para coletividade, da mesma forma totalmente gratuitos.

 

 

A União Fraterna foi agraciada com o titulo entre “As 10 Maravilhas da Lapa”, num concurso realizado no período de pelo Rotary Clube Lapa e Rotary Clube Alto da Lapa e com o apoio do Jornal da Gente.

“Nosso objetivo é dinamizar as atividades culturais na Lapa e a União Fraterna tem uma presença física muito importante para a região e precisa de apoio para algumas questões que são nossa especialidade, como é o restauro de prédios”

EUDOXIOS ANASTASSIADIS

Presidente Instituto Anastassiadis

“Será uma longa caminhada e vamos caminhar juntos e fazer da União Fraterna realmente a porta de entrada da Lapa”

JOÃO MANTOVANI FILHO

Presidente da União Fraterna

Uma das primeiras providências a serem tomadas são as obras e implantação de itens de acessibilidade e em seguida serão feitas obras de restauro que valorizem a fachada e crie mais conforto em seu interior, para adaptar o prédio aos novos tempos e às novas demandas.

 

É histórica a parceria assinada entre os presidentes da Sociedade Beneficente União Fraterna, João Mantovani Filho, e do Instituto Anastassiadis, Eudóxios Stefanos Anastassiadis, no prédio da Rua Guaicurus, cartão postal de entrada da Lapa.

No documento, o Instituto se compromete a desenvolver a gestão administrativa de projetos nos âmbitos social, cultural e educacional em benefício das duas partes, da mesma forma a União Fraterna também se compromete a apoiar todas as iniciativas do instituto.

 

A parceria prevê a criação de um conselho gestor com representatividade tanto do instituto quanto da União Fraterna, para viabilizar a gestão de forma conjunta para atingir metas para o restauro do imóvel tombado pelo patrimônio histórico da cidade.  Aliás uma das grandes dificuldades encontradas pelo presidente da União Fraterna foi viabilizar o alto valor necessário ao restauro do prédio, projetado pelos arquitetos José Viandana, Ítalo Catalani e Ricieri Pinotti, e construído na década de 30.

união_fraterna__de_frente